Use a ícone nas páginas para adicionar aos favoritos

Planejando uma viagem ao Japão?

Compartilhe suas fotos de viagem conosco usando a hashtag #visitjapanjp nas suas imagens

Meus favoritos

Oni-no-shitaburui Oni-no-shitaburui

SHIMANE Okuizumo Aprenda tudo sobre a fabricação de espadas nesta pouco visitada terra de mitos antigos

Aprenda tudo sobre a fabricação de espadas nesta pouco visitada terra de mitos antigos

A região de Izumo é conhecida como a terra dos deuses e mitos, e Okuizumo, que significa Izumo interior, é onde muitos dos mitos mais antigos do Japão se assentam. Nas profundezas das montanhas, longe das cidades litorâneas mais movimentadas e populosas, esta área é onde boa parte da cultura japonesa se desenvolveu, incluindo a fabricação de ferro, espadas, saquê, hachis, poesia waka e até mesmo o primeiro casamento do país.

Não perca

  • Conheça a origem da espada japonesa
  • A pitoresca viagem de trem de Orochi
  • Mansões e jardins construídos para senhores samurai

Como chegar

A linha JR Kisuki percorre a região saindo da Estação Shinji, que fica a apenas dez minutos de Izumo ou Matsue , e a cerca de três horas com o shinkansen saindo da Cidade de Okayama .

A maneira mais memorável de chegar é pelo trem de turismo Okuizumo Orochi , que possui um vagão aberto para que os passageiros possam apreciar as vistas deslumbrantes enquanto o trem sobe quase 700 metros pelas montanhas.

Os mais antigos mitos do Japão

O mais famoso dos mitos do Japão, registrado nos livros mais antigos do país, Kojiki e Nihongi, do século VII, é a história da grande serpente de oito cabeças e oito corpos Yamata no Orochi, cujo nome e imagem são encontrados em toda a área.

Um herói chamado Susano no Mikoto mata a besta, salvando uma princesa local de ser sacrificada e, então, se casa com ela. Ele também descobre uma espada na cauda do monstro, a grande espada Kusanagi, atualmente, um dos três emblemas imperiais do imperador japonês.

Em toda a região existem santuários antigos nos locais onde a história se desenrola.

Terra de ferro e água

Acredita-se que o mito da serpente de oito cabeças, Orochi, esteja baseado nos oito afluentes do Rio Hikawa, que trazem a neve derretida da cordilheira que separa a costa do Mar do Japão da costa do Pacífico.

Com tantos vales e desfiladeiros, há vários ótimos lugares para fazer caminhadas, sendo que um dos melhores é Oni no Shitaburui, um desfiladeiro cheio de cascatas turbulentas e salpicado de enormes pedras erodidas. Há muitas cachoeiras, como as de Yaedaki e Ryuzugataki, onde se chega por agradáveis trilhas.

Opções ao ar livre em todas as estações do ano

Okuizumo é uma base conveniente para explorar o Monte Hiba. A montanha é fresca no verão e deslumbrante no outono, quando as florestas de faias mudam de cor. Com muitas pistas de esqui no inverno, é um ótimo lugar para caminhar durante o ano inteiro. Fique de olho no Hibagon, a versão japonesa do Pé Grande ou Yeti.

As origens da espada japonesa

As espadas japonesas são feitas de um tipo de aço chamado tamahagane, a partir de limalhas de ferro de cuja extração surge um tipo singular de forja chamada tatara. A ciência moderna não foi capaz de criar uma tecnologia melhor para fabricar o tamagane, por isso, o milenar método tatara ainda é a única maneira de fabricar o aço para as genuínas espadas japonesas.

O tamahagane de Okuizumo foi exportado para todo o Japão e forneceu uma importante fonte de renda para os senhores feudais da região. Há muitos locais ao redor da área dedicada a essas antigas forjas e, na verdade, os pitorescos terraços de arrozais da região foram construídos nas encostas depois que o minério de ferro foi extraído.

Um vilarejo dedicado às espadas

Yoshida-mura é um vilarejo inteiramente dedicado à história da produção de ferro e espadas, e em Yasugi, a leste de Matsue, no porto onde o tamahagane foi exportado, está o Museu Wako. Além disso, um local de visita obrigatória para aficionados por espadas é a Espada Okuizumo e o Museu Tatara .

Convenientemente localizado a poucos minutos da Estação Izumo-Yokota, neste novo museu, além da exposição de muitos estilos diferentes de espadas e lâminas japonesas, também são fornecidas explicações completas do processo tatara. Duas vezes por mês, há demonstrações de ferreiros trabalhando no tamagahane, e você mesmo pode colocar a mão na massa. Mediante reserva antecipada, observe um espadachim testar uma nova lâmina em uma exibição teatral de esgrima.

As elegantes mansões samurais

Em uma região tão remota e rural, você se surpreenderá ao encontrar elegantes e refinadas mansões samurais. Os clãs Itohara e Sakura eram duas das nove famílias que controlavam a indústria do ferro no período feudal.

Suas propriedades incluem muitos edifícios históricos e maravilhosos jardins, onde você pode ver exposições sobre a história do tatara, bem como a elegância e luxo nos edifícios e quartos construídos exclusivamente para o uso dos senhores do Castelo de Matsue .

 

 

Onsen e especialidades culinárias locais

A região é repleta de fontes termais e há uma grande variedade de opções de acomodação que oferecem especialidades locais frescas, como soba e javali, e é fácil passar vários dias por lá, em proximidade com a autêntica natureza, cultura e história japonesas.



* As informações desta página podem estar sujeitas a alterações devido à COVID-19.

Próximo Okuizumo

Oni-no-shitaburui Natureza
Shimane Okuizumo
Oni-no-shitaburui Natureza
Shimane Desfiladeiro Oni No Shitaburui Shimane-ken
Okuizumo Tatara Sword Museum Atração
Shimane Museu Da Espada De Okuizumo Tatara Shimane-ken
Orochi Train Atração
Shimane Trem Okuizumo Orochi Shimane-ken
Mizuwakasu-jinja Shrine História
Shimane Santuário Mizuwakasu-Jinja Shimane-ken

Please Choose Your Language

Browse the JNTO site in one of multiple languages