Use a ícone nas páginas para adicionar aos favoritos

Planejando uma viagem ao Japão?

Compartilhe suas fotos de viagem conosco usando a hashtag #visitjapanjp nas suas imagens

Meus favoritos

Meigetsu-in Ajisai Temple Meigetsu-in Ajisai Temple

GUIA Japão em junho

O início chuvoso do verão

Tradicionalmente chamada de minazuki, "o mês das águas", chove mais no mês de junho do que nos outros meses do ano à medida que a estação das chuvas chega e invade todo o Japão. Assim como acontece com a temporada da flor de cerejeira, a estação chuvosa começa e termina mais cedo no sul e começa mais tarde e dura mais tempo no norte. A ilha de Hokkaido , que é pouco afetada pela estação chuvosa, é uma aposta segura se você quiser evitar a chuva praticamente durante toda sua estada no Japão.

Saiba antes de visitar

  • A estação chuvosa ocorre em períodos distintos nas diferentes regiões do Japão. Em Okinawa, as chuvas começam em maio, enquanto que em Tohoku, elas geralmente começam em meados de junho.
  • Geralmente não chove todos os dias, apenas com mais frequência do que de costume.
  • Os dias chuvosos são um bom momento para aproveitar as atrações em áreas cobertas, como Kabuki, casas de chá e restaurantes sofisticados.
  • Em Hokkaido chove bem menos do que no resto do Japão.

 

Arrozais inundados em Niigata – uma paisagem comum em todo o país em junho.

 

Arrozais inundados e ameixas em amadurecimento

A palavra japonesa para a estação chuvosa, tsuyu ou "chuva de ameixas", refere-se ao período em que as ameixas amadurecem nas árvores enquanto os arrozais nas áreas rurais do Japão ficam alagados pela chuva. As chuvas são o elemento essencial para a colheita de arroz e, consequentemente, para a população do Japão. Outro benefício perceptível da estação chuvosa pode ser visto nas hortênsias deslumbrantes que florescem na estação úmida.

 

As hortênsias do templo Meigetsuin em Kamakura atingem auge do florescimento em meados de junho.

 

Nem todas as estações chuvosas ocorrem da mesma forma: com poucas chuvas durante o ano, o aumento das chuvas no verão em Hokkaido é mínimo. Já nas ilhas do sul de Kyushu e Shikoku , as chuvas são intensas. Um planejamento bem feito pode ajudá-lo a evitar as chuvas em junho.

Artes e entretenimento em áreas cobertas

Os dias chuvosos ideais para visitar museus, galerias de arte, teatros e lojas de departamento.

Ginza, em Tóquio , é uma área que oferece todas essas opções. Para ter uma experiência única, visite Kabukiza em Ginza e assista a uma apresentação de kabuki. Os mais empolgados podem optar por uma programação completa de cinco horas com várias apresentações teatrais, já os espectadores mais ocasionais têm a opção de assistir a apenas uma. Mais tarde, você pode abrir o guarda-chuva e circular pela área que oferece enormes lojas de departamentos e várias opções gastronômicas.

 

Assista a uma apresentação de Kabuki no Kabukiza em Ginza.

 

Bem ao norte de Ginza, Ueno oferece uma quantidade incrível de museus, muitas vezes abrigando grandes exposições de todo o mundo. De grandes impressionistas franceses às antiguidades clássicas do Louvre, ao longo dos anos, Ueno já testemunhou praticamente tudo que você possa imaginar.

 

O Museu Nacional da Natureza e da Ciência de Ueno é um local popular entre os fãs de dinossauros.

 

Mundos aquáticos

Com instalações excepcionais em todo o país, o Japão se orgulha de possuir uma das culturas de aquário mais desenvolvidas do mundo. O Aquário Churaumi em Okinawa é o maior e o mais importante aquário do Japão.

 

Churaumi: o aquário mais importante do Japão.  / Photo credit: Okinawa Commemorative National Government Park (Ocean Expo Park)

Mas não é preciso ir tão longe para ter uma experiência de primeira classe. Tóquio e outras grandes cidades oferecem uma variedade de opções. O Aquário Sunshine de Tóquio em Ikebukuro é uma opção interessante, localizado no 10° andar de uma torre de um arranha-céu.

Aquário Sunshine: um oásis subaquático nas alturas. ©Sunshine City

As instalações do Aquamarine Fukushima da cidade de Iwaki merecem menção especial como um dos maiores e mais luxuosos aquários do Japão, reinaugurado pouco depois do tsunami em 2011. Osaka , Nagoya , Quioto e Hiroshima fazem parte dessa longa lista.

 

O ultramoderno aquário de Fukushima, na cidade de Iwaki.

 

Hokkaido, o refúgio no nordeste do Japão para escapar das chuvas

Já considerado um destino famoso por suas próprias características, Hokkaido fica mais movimentado em junho em virtude do índice de chuvas comparativamente baixo. Sapporo realiza dois grandes festivais em um curto espaço de tempo, como o Festival de Yosakoi Soran que promove exuberantes desfiles de dança no Parque Odori (de 7 a 11 de junho) e o Festival do Santuário de Hokkaido de três dias, que começa em 14 de junho.

 

O Festival de Yosakoi Soran, que colore Sapporo no início de junho.

 

Junho é a melhor época para se visitar vários dos parques nacionais de Hokkaido, com apenas algumas das trilhas mais altas do parque ainda fechadas em virtude da neve. As ilhas de Rishiri e Rebun , na ponta mais ao norte de Hokkaido , são especialmente belas, com flores alpinas raras começando a florescer.

 

Ilha paradisíaca de Rebun, parte do Parque Nacional Rishiri-Rebun-Sarobetsu.

 



* As informações desta página podem estar sujeitas a alterações devido à COVID-19.

Please Choose Your Language

Browse the JNTO site in one of multiple languages