HOME Back

Use the

Planning a Trip to Japan?

Share your travel photos with us by hashtagging your images with #visitjapanjp

Não é preciso imaginar o Japão do século XVII — venha para Magome-juku e veja com seus próprios olhos

Magome-juku e sua vizinha Tsumago-juku foram um dia cidades importantes na antiga Rodovia de Nakasendo que interligava Tóquio e Quioto. Hoje em dia, as duas cidades são "museus a céu aberto" perfeitamente preservados.

Não perca

  • Um passeio pelas ruas de pedra de Magome-juku
  • O museu dedicado ao escritor local Toson Shimazaki
  • A vista panorâmica da Rodovia de Nakasendo contemplada do topo da montanha

Como chegar

O acesso à Magome-juku é mais fácil a partir da Estação Nagoya.

De Nagoya, pegue o expresso Shinano na linha principal JR Chuo com destino à Nakatsugawa. De lá, há ônibus regular para Magome-juku, que por sua vez, é conectada à Tsumago-juku por ônibus. Outra opção é pegar um trem regular em Nakatsugawa que vai para a Estação Nagiso. Os ônibus da Estação Nagiso vão tanto para Tsumago quanto para Magome.

Para os mais aventureiros, a caminhada entre Magome-juku e Tsumago-juku dura entre 2 horas e duas horas e meia.

 

 

O segredo mais bem guardado

A Rodovia de Nakasendo era a estrada do norte na montanha, entre Tóquio e Quioto. Havia 69 cidades postais que serviam como pontos de descanso durante a noite para viajantes, oferecendo alojamento, refeições e entretenimento.

Ignorada no passado por guias de viagem e considerada muito distante dos lugares mais populares, foi perfeitamente recriada como uma cidade do Período Edo (1603-1867), para que os visitantes tenham uma ideia de como era o Japão pré-moderno.

 

 

Um paraíso para os fotógrafos

O ônibus que sai da Estação Nakatsugawa para no início da rua de pedras, a qual segue contornando a montanha acima pela cidade. Há muitas oportunidades para tirar fotos, das flores da estação, dos canais ao lado da rua até os imensos moinhos de água em funcionamento.

 

 

Cultura e artesanato local

Diversas lojas vendem produtos locais, de cerâmica a saquê, e você vai encontrar muitas cafeterias e restaurantes especializados em noodles, o macarrão japonês. Em frente ao escritório de Informação Turística fica um museu dedicado ao escritor local Toson Shimazaki (a sinalização em inglês é limitada). Alguns de seus livros estão disponíveis em outros idiomas.

 

 

A fusão do passado e do presente

Magome-juku ainda é uma cidade-estação postal cheia de vida e ativa. Todas as casas são residências reais. Isso confere à área uma atmosfera da época e ajuda a despertar sua vívida história de 400 anos.

Isso também implica maior cuidado ao explorar e tirar fotos, já que as propriedades privadas não são exposições. Há placas indicando quais construções são abertas ao público e quais são propriedades privadas.

 

 

Sinta-se em casa

Há uma hospedaria no meio do caminho entre Nagatsugawa e Magome-juku, então se o seu roteiro permitir, aproveite para ver a cidade sem turistas, quando o sol se por e quando ele nascer atrás dos espetaculares picos da região.

O melhor local para se observar a região é o ponto de observação no topo da montanha que fica na saída da cidade. Dali, Nakasendo serpenteia florestas e arrozais, passando por imponentes cachoeiras, casas rurais muito bem preservadas e moinhos de água.



* As informações desta página podem estar sujeitas a alterações devido à COVID-19.

Recomendado para você

Tsumago-juku
Tsumago (Nakasendo)
jigokudani yaen-koen
Nagano

Please Choose Your Language

Browse the JNTO site in one of multiple languages