Use a ícone nas páginas para adicionar aos favoritos

Planejando uma viagem ao Japão?

Compartilhe suas fotos de viagem conosco usando a hashtag #visitjapanjp nas suas imagens

Meus favoritos

Uma baía de ilhas cobertas de pinheiros e cenário digno de um haiku de Basho

As 260 ilhas da Baía de Matsushima, também famosa pelos cruzeiros pela baía de Matsushima , são coletivamente consideradas uma das três atrações mais belas do Japão. Até mesmo o lendário poeta haiku Matsuo Basho (1644-1694) teve dificuldades para descrever a beleza que encontrou aqui na costa da Província de Miyagi em Tohoku.

Você pode caminhar até algumas dessas centenas de ilhas e explorar florestas de pinheiros negros e vermelhos e antigos templos, que incluem Zuiganji, o templo familiar do poderoso clã Date que governou esta região.

Não perca

  • Pegue uma balsa e passeie pela Baía de Matsushima
  • Explore a história e os detalhes ocultos do Templo Zuiganji
  • Experimente os deliciosos frutos do mar de Matsushima

Como chegar

É possível chegar a Matsushima vindo de trem e ônibus das principais cidades da região de Tóquio e Kansai.

De Tóquio, faça uma viagem de trem bala de 90 minutos até Sendai, com o JR Tohoku Shinkansen. Uma viagem de trem de 25 a 40 minutos na Linha Senseki levará você a Matsushima. Observação: Parta da Estação Matsushima-Kaigan, e não da Estação Matsushima, já que esta fica longe das atrações turísticas.

 

 

Aprecie a vista

Faça um passeio no litoral de Matsushima e aprecie a vista em seu próprio ritmo. Para ter uma visão mais elevada da paisagem e das 260 ilhas da baía, suba até a torre de observação, que foi construída de modo a se assemelhar a um antigo castelo.

Outras belas vistas incluem as três ilhas com pontes que oferecem panoramas únicos, e os quatro pontos de observação recomendados - Ogidani, Tomiyama, Otakamori e Tamonzan - coletivamente conhecidos como Matsushima Shidaikan. Leva algum tempo para chegar até eles, mas vale a pena.

 

 

Embarque em uma balsa para aproveitar a vista mais próxima das ilhas. Um percurso levará você para dar uma volta na baía, enquanto o outro percurso é apenas de ida de Matsushima à cidade de Shiogama. As balsas funcionam o ano todo. Um anúncio e mapas em áudio em dois idiomas detalham a história e os nomes de algumas das ilhas mais incomuns.

Três pontes de pedestres para três ilhas

Esqueça a balsa, economize, e caminhe até três das ilhas Matsushima pelas pontes de pedestres que as ligam ao continente.

A ilha central junto ao terminal de balsas abriga o Godaido, um pequeno templo que se tornou um símbolo de Matsushima. O templo foi originalmente construído em 807, embora a estrutura atual remonte a 1604, quando o lorde feudal de Sendai fez uma grande construção para reforçar seu novo domínio.

 

 

A ilha de Fukuura é facilmente identificada graças à sua ponte vermelha de 252 metros de comprimento. Por uma pequena taxa de entrada, é possível atravessar e passear pelas florestas da ilha. Siga os caminhos até o lado oposto para apreciar outra vista esplêndida da baía. Não se esqueça de cumprimentar os pescadores locais, que afirmam que a ponte é um ponto de sorte para a captura de peixes.

A outra ilha na qual você pode caminhar é Oshima. Saia da estação Matsushima-Kaigan, siga em direção à orla e depois vá para o sul ao longo da costa por cinco a dez minutos. Os templos e as cavernas de meditação entalhadas à mão e usadas pelos antigos monges são lugares perfeitos para contemplar a vida.

Dois templos notáveis

Zuiganji é o templo Zen mais importante da região de Tohoku. Originalmente construído em 828, posteriormente ele foi restaurado pelo senhor da guerra Date Masamune e declarado como sendo o templo da sua família.

Desde o tempo em que o castelo de Date era em Sendai, Zuiganji também serviu como uma fortaleza improvisada para proteger contra ataques surpresa. Entre as características ocultas incorporadas pelo astuto samurai ao projeto do templo estão a chaminé da cozinha do templo, que funciona também como uma torre de vigia, um corredor forrado com tábuas rangentes “rouxinol” para alertar sobre intrusos, passagens estreitas e passarelas externas.

Ao lado de Zuiganji está o templo menor Entsuin, construído pelo líder do clã Date, Date Terumune, em 1646. O templo foi construído em memória a seu filho Mitsumune, que morreu com 19 anos de idade. O mausoléu contém uma estátua do filho em um cavalo branco rodeado por motivos ocidentais. Entsuin possui um jardim de estilo japonês e um jardim de rosas de estilo ocidental. As folhas de outono daqui são particularmente belas.

Festa da fartura da baía

Matsushima oferece muitos frutos do mar frescos e suculentos em seus vários restaurantes e barracas de comida no Mercado de Peixes de Matsushima. Os moradores locais recomendam as ostras, hambúrgueres de ostras e anago (enguias de água salgada) e lulas grelhadas.

Experimente chá verde em uma varanda com vista para o mar

Para ter uma autêntica experiência do chá japonês, visite o Kanrantei. Esta casa de chá foi um presente do governante do Japão, Toyotomi Hideyoshi, para o daimio Date Masamune de Sendai. O filho do lorde feudal de Sendai depois se mudou para Matsushima. Na varanda, que oferece uma vista deslumbrante da baía logo abaixo, tome um chá verde matcha amargo acompanhado por um doce japonês produzido localmente.

 

 

Palavras-chave

Próximo Matsushima

coast line Natureza
Matsushima Miyagi-gun, Miyagi-ken
Zuigan-ji Temple História
Templo De Zuiganji Miyagi-gun, Miyagi-ken
Matsushima Bay Cruises Atração
Cruzeiros Na Baía De Matsushima Matsushima Gunto, Miyagi-ken
Fukuura shima Island Natureza
Ilha Fukuura (Fukuurajima) Miyagi-gun, Miyagi-ken
coast line História
Castelo De Wakuya Ishinomaki-shi, Miyagi-ken
Sendai Tanabata Matsuri-SUM Festivais E Eventos
Festival De Sendai Tanabata Sendai-shi, Miyagi-ken

Please Choose Your Language

Browse the JNTO site in one of multiple languages