Use a ícone nas páginas para adicionar aos favoritos

Planejando uma viagem ao Japão?

Compartilhe suas fotos de viagem conosco usando a hashtag #visitjapanjp nas suas imagens

Meus favoritos

Hospedagem japonesa: onde ficar com baixo ou alto orçamento

Quando se começa a fazer o planejamento de uma viagem, os principais gastos costumam ser com as passagens, comida e a hospedagem. Por isso, após definir um orçamento, o ideal é procurar opções que sejam adequadas aos valores e atendam as necessidades e preferências dos viajantes, que variam muito conforme o itinerário.

Para ajudar os brasileiros que querem descobrir o Japão, preparamos este artigo que fala sobre diferentes locais para se hospedar por lá e suas principais características. Lembrando que os custos podem variar de acordo com o câmbio da moeda, província e temporada - se o orçamento for enxuto, a opção pela baixa temporada pode ajudar nos preços!

Ryokans

Já pensou em experimentar um estilo de acomodação criado no século VIII? O ryokan é um tipo de pousada japonesa que se difundiu pelo país em sua forma mais tradicional e baseada no omotenashi (a filosofia nipônica da hospitalidade).

Conforme os séculos se passaram, os milhares de ryokans tiveram transformações, então é possível encontrar desde acomodações mais simples e tradicionais, até as mais luxuosas dentro de resorts, por exemplo.

crédito: Shutterstock

O que caracteriza esta acomodação, no entanto, são algumas características essenciais: piso de tatame, futons usados como cama, banheiros privativos, oferecimento de vestimentas tradicionais como o yukata (um tipo de quimono mais leve usado para ficar mais confortável) e as refeições conhecidas como kaiseki - que serve pequenas porções de diferentes pratos sazonais e cheios de sabor.

O preço da diária é cobrado por pessoa, incluindo a refeição. É preciso consultar a região em que irá visitar para verificar a disponibilidade desses estabelecimentos, que geralmente oferecem banhos em águas termais ou lindos jardins japoneses para relaxar. Veja nosso guia de ryokan para ver o passo a passo da etiqueta.

Minshuku: pousadas familiares

Se a acomodação não for a prioridade da viagem, apenas um local para descansar e voltar a "turistar'', a opção pela Minshuku pode ser ideal. Além de ser mais em conta, ela tem a vantagem de ser um local familiar.

O hóspede reserva um quarto, e o uso de demais cômodos é compartilhado, como o banheiro. Antes de sair para fazer seu roteiro, é pedido que se arrume a própria cama. Elas são mais frequentes em cidades do interior e litoral. E algumas, atualmente, oferecem até a experiência de que o hóspede possa se sentir em um dia numa fazenda no estilo japonês*, por exemplo.

crédito: Checco2 / Shutterstock

Já em solo urbano, há também a alternativa das pousadas para as ocasiões de viagens longas em que o hóspede pode preferir cozinhar suas refeições para poupar no orçamento. Nesta categoria, a reserva pode incluir dormitórios compartilhados ou individuais, dependendo do estabelecimento, quanto mais privada for a acomodação, mais cara ela fica.

E para os mais aventureiros ainda, o Japão faz parte da rede Hostelling International e oferece 220 opções de albergues da juventude em todo seu território. Os albergues ou hostels, possuem opções com quartos com beliches (que podem ser mistos), quartos para famílias e até cômodos individuais. As áreas compartilhadas são banheiros e espaços comuns como cozinha ou sala de estar. Muitos mochileiros optam por essas hospedagens, pois ficam pouco tempo parados e precisam apenas de um lugar para dormir e descansar. Conheça todos os detalhes aqui.

Templos (shukubo)

Antigamente, os viajantes japoneses tinham, muitas vezes, que percorrer longas distâncias a pé, e os locais que os hospedavam eram templos, conhecidos como shukubo. Hoje, há 52 locais como esse, sendo um dos mais famosos o Koyasan, ao fim da rota da peregrinação de Kumano Kodo, em Wakayama.

crédito: Wissuta / Shutterstock

Quem quiser passar por esta experiência tradicional deverá se adequar aos costumes budistas pelo período, o que inclui orações, refeições vegetarianas e atividades artísticas como a caligrafia terapêutica.

Veja como agendar sua hospedagem em nosso guia de hospedagem em templos, e lembre-se que não são aceitos cartões de crédito.

Hotéis cápsulas

Por conta da grande concentração de pessoas em um espaço, o Japão sempre inovou para conseguir aproveitar a área de suas construções ao máximo. E se você não tiver problemas com espaços minúsculos, pode querer passar uma noite em um hotel cápsula, ou hotel casulo.

crédito: Pisaphotography / Shutterstock

O conceito foi criado em Osaka, e era direcionado para trabalhadores que perdessem o último trem para casa. Porém, foi chamando a atenção de turistas e acabou tornando-se também uma atração. Atualmente, esse tipo de hotel é uma opção econômica, limpa e moderna para experimentar o Japão.

Mas, atente-se a alguns fatos, a privacidade de todos precisa ser preservada, logo, é indicado evitar fazer barulho ou até comer dentro das cápsulas. Confira em nosso guia onde encontrar esses hotéis e dicas de como se portar neles.

Hospedagem de luxo

Todas as opções citadas acima têm alternativas de acomodações mais confortáveis por preços maiores, porém, há ainda uma faixa de pessoas que desejam ir ao Japão e ter o melhor que pode encontrar por lá, para garantir uma viagem perfeita.

crédito: Shutterstock

Caso você queira relaxamento, tradição e conforto, os ryokans tradicionais de luxo são uma boa pedida, já se quer o agito da cidade, mas paz na hora de descansar, os hotéis modernos de 5 estrelas são os mais indicados. E se, estiver em família ou em um grupo maior de pessoas, pense nas casas machiya, que são sobrados japoneses restaurados com mais espaço e liberdade proporcionando mais bem-estar e autenticidade. Se estiver no litoral em uma temporada de verão, busque pelos resorts com praias privativas.

Sem contar na maior concentração de restaurantes com estrelas no Guia Michelin, que garante a qualidade da comida e do atendimento, sendo Tóquio a região com mais estabelecimentos premiados, seguido de Quioto e Osaka. Veja mais detalhes sobre o Japão como destino de luxo em nosso artigo.

E não se esqueça, o Japão consegue se encaixar nos sonhos de todos que querem conhecê-lo, basta planejar-se.

Pesquisar

Archives

@visitJapanBR

Use a hashtag #visitjapanbr e mostre o Japão pelos seus olhos.

Please Choose Your Language

Browse the JNTO site in one of multiple languages